<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d11649652\x26blogName\x3d::Medievas::\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dSILVER\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://medievas.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_BR\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://medievas.blogspot.com/\x26vt\x3d5012197479089928805', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>

27.
sexta-feira, junho 01, 2007

:: Da tua Clódia::

Quando você olhar para mim,
Cuide do que vai dizer.
Sou uma menina cruel
Exilo corações em meus dedos
E sou do outro muito pouco,
Porque me perco em um.
Mas sempre é possível
Arrancar de mim um sorriso
Entre nuvens, entre odores,
Entre aspas de insônia corriqueira.
Peço que não desejes mais,
Pois adivinho inconstância.
Mas penso em ti às vezes
E então sou toda tua,
Mesmo que pelo avesso.

---***---***---

Esse ia ser dedicado a alguém, mas, pé no chão, esse texto vale para muitos. Então fica assim, dedico a todos os catulos soltos no mundo. E quem iria recebê-lo, que por ler já se reconheceu interlocutor, sinta-se ofertado.



<body> </body>